segunda-feira, 25 de julho de 2011

FINGINDO DE MORTO

Um truque bem conhecido de todos é aquele onde um cachorrinho adestrado atende a ordem do seu treinador e imediatamente se finge de morto. As pessoas não se cançam de ver isso e aplaudem. É engraçado porque, como cristãos, em muitas ocasiões nós também nos fingimos de mortos em defesa do que eu acredito ser um dos mais sutis dos diversos tipos de orgulho que há no coração do homem. Em dada cirscunstancia muitos aparentam ser o que não são e assim acabam estampando um semblante forte quando na verdade são fracos. O que eu quero dizer é que as palavras de um homem não fazem dele um cristão e muito menos a obra que este possa vir a realizar. Neste ponto é muito fácil ser ludribriado pelo próprio coração. Talvez se você recebesse a notícia de que só lhe resta um ano de vida tenho plena certeza de que rapidamente você revelaria que entendeu o chamado de Cristo e que até então não O obedecia simplesmente porque imaginava que tinha uma vida toda pela frente e que não fazia mal algum em consumir a maior parte do seu tempo com seus próprios planos passageiros. Meu Deus! Quando é que vamos entender de uma vez por todas que a nossa natureza é a maior inimiga da cruz? Quando é que vamos levar a sério a necessidade de mortificá-la a cada dia, a todo o instante?

Quando falamos que o evangelho de Jesus é simples, não pense que ele pode ser simplificado ou sintetizado como a maioria tem feito. Ele é simples, sim, no que diz respeito a sua escolha sobre a que reino você deseja pertencer, e uma vez certo de que você deseja que Jesus reine sobre você, então o caminho a seguir se mostrará estreito, não será fácil, e com o passar do tempo tenho percebido que este caminho vai se afunilando gradativamente exigindo a cada dia um completo desligamento de tudo quanto não tem a mínima utilidade para o avanço do reino Deus. Acredito que esta é a cruz que Jesus disse que devemos tomar após Ele. Como você sabe a cruz é simbolo de morte, então como cristãos devemos seguir o exemplo de Paulo e assim morrermos a cada dia para que Cristo viva em nós e então o que precisa ser feito por meio de nós será feito porque não haverá intervensão, nem distração alguma com os negócios desta vida. É bem neste ponto que eu digo que muitos estão conformados em simplificar o cristianismo. Este "conformismo" está diretamente ligado a quanto conforto eu desejo dar a minha carne, sendo assim, quanto mais minha carne exigir, menos estarei priorizando o reino de Deus, e não venha me dizer que você é capaz de administrar as duas coisas porque não é. Sei por experiência própria e por milhares de exemplos de outros a minha volta.
O que também percebi é que Deus cuidou de cada detalhe da vida de Jesus e por razões óbvias Ele nasceu num lar simples, viveu em meio aos pobres e no final não tinha nem onde reclinar a cabeça. Foi dentro deste cenário real que Jesus escreveu a sua história e venceu o mundo! Guarde muito bem isso.
De fato o inferno não prevalecerá contra a igreja, mas isso não significa que haverá tréguas. Se você acaricia a sua carne com o conforto desta vida e repentinamente este conforto lhe for tirado, será que terá forças para permanecer no caminho? Quem está em pé cuide para não cair!
Sabe, demorou um bom tempo pra cair a ficha do porque a maioria dos irmãos com quem compartilho estes pensamentos parecem não demonstrar plena concordância. Basta olhar para a lista de homens e mulheres que ao longo dos séculos levaram a cabo a ordem de Jesus sem ter por preciosa a própria vida e você verá que ela não preenche 1% da multidão que até então declarou e declara viver pela causa de Cristo. Este é o sentimento que tenho no meu coração, o de realmente fazer o que deve ser feito, mas de fato confesso que por diversas vezes tenho sido vencido pelos cuidados desta vida, porém cada dia que passa me diz que não posso mais prosseguir assim e de fato eu não quero. Não quero me fingir de morto, não quero pregar mais um sermão, não quero escrever mais uma canção, não quero mais um elogio, mais um tapinha nas costas, o mundo está cheio disso, está farto de tudo isso, o que eu quero, em verdade, é morrer pra mim mesmo.

Que o Senhor me ajude.

2 comentários:

Robson da Rosa disse...

OLa Amados!
gostaria de poder direcionar ou compartilhar,fragmentos do seu blog no nosso blog.seus post's são muito interessantes.e esclarecedores.
abraço
Irmãos em Indaial.

JOSÉ ROBERTO MORAES disse...

Paz do Senhor JESUS...

Olha irmão, como me identifiquei com o seu relato !!!
Muitas vezes me sinto realmente Assim, e tenho que me fingir de morto, para suportar o meio cristão em que vivemos,no qual presenciamos muitas "Heresias" e "Meias verdades",e para não correr o risco de afetar a fé dos fracos no conhecimento da palavra, e também correr o risco de causar dissensão no meio em que congrego, As vezes me fingo de "Morto",Meu DEUS me dê sabedoria e discernimento, para falar sua verdade sempre na hora e lugar correto.nos ajude Senhor...

Postar um comentário

 
;